Para ler, se informar e se inspirar. Traduzimos aqui nossa paixão por aprender, compartilhar e ensinar! 

Arquitetura     |    Decoração e Interiores     |     Nossas Histórias     |     Viagens     |     Diário de Reforma  

A história do @meu_pequeno_apartamento

Encaro cada projeto como uma nova chance de transformar as ideias dos clientes em conceitos únicos e que expressem sua personalidade. E quando surge um pequeno apartamento de 42m² de um dono com grandes ideias? É a fórmula perfeita para um divertido desafio! O texto de hoje apresenta o @meu_pequeno_apartamento, um projeto que até ganhou um instagram só dele!


O principal objetivo era levar amplitude para os 42m² do apartamento. Então, uma das primeiras decisões foi integrar os ambientes, evidenciando um estilo de loft na casa. Assim, logo ao entrar, já temos a visão de um grande espaço composto de elementos que definem os “cômodos”, mesmo sem paredes.


O móvel de entrada, por exemplo, tem as portas espelhadas para proporcionar a sensação de profundidade em vez de um bloqueio. Ao lado dele, há um painel cinza que foi feito para cobrir o quadro de energia. O espelho também reflete o teto texturizado, reforçando o efeito de profundidade ao trazer a sensação de uma área maior.


Com a intenção de conferir um estilo industrial para o apartamento, optamos por usar o cimento queimado Ibratin, na cor prata, nas paredes e no teto. A continuidade do cimento queimado do teto para a parede cria uma unidade que contribui para a sensação de um espaço mais amplo, sem a quebra de cor que um teto branco daria.

Como o cinza da pintura é uma cor fria, trouxemos cores mais quentes para os outros elementos do ambiente para equilibrar. As cores de madeira dos móveis, feitos com lâminas de cumaru, e do porcelanato, Ébano Rústico da Itagres, ajudam a esquentar o visual do ambiente. A escolha de eletrodomésticos vermelhos também contribui para esse contraste entre cores quentes e frias, assim como outros itens da decoração. Na cozinha, o revestimento acima da bancada é o Liverpool Matt Porland, também em tom de cinza para tornar essa área mais leve visualmente.

Seguindo para o corredor, a parede muda para a cor Nanquin, da Suvinil, onde aplicamos a tinta na porta de correr do banheiro também, para que ficasse discreta e camuflada. É uma ótima ideia para dar a impressão de um ambiente de passagem mais leve.

Já as demais paredes como a da porta de entrada, foram pintadas na cor Cinza Crômio da Suvinil.

Na decoração, trouxemos elementos industriais para alcançar a característica de loft que buscamos para o apartamento. Esse conceito pode ser visto nas luminárias de sobreposição em preto e no lustre com lâmpadas de filamento. Também está nos pés da mesa e nas poltronas, que são metálicos.

Mesmo com elementos metálicos e industriais, a grande sacada desse projeto é ter como resultado um ambiente de conforto, que não lembra grandes indústrias ou barracões, mantendo o estilo industrial em equilíbrio com o conforto e aconchego tão necessários na vida corrida das grandes cidades.

A marcenaria da cozinha foi desenhada para simular um painel contínuo, e para não parecer uma cozinha. Isso porque o mesmo móvel comporta a lava roupas e termina em um painel para a TV. Esse é um aspecto muito importante para fazer acontecer a integração dos ambientes que planejamos. Os armários são bem retilíneos e escondem as gavetas, que ficam todas do lado de dentro da porta de abrir.

No banheiro também fizemos uso da mistura de tons brancos, cinzas e pretos. O cômodo conta com a cor natural de algumas plantinhas e fotos de árvores como um ponto de destaque em meio ao restante da decoração sóbria. O box espelhado esconde a área de banho e proporciona uma sensação de amplitude para o espaço, além de trazer uma carinha de "lavabo" para o único banheiro da casa.

Dentro do box usamos o revestimento Nord Ris Portland 90x90 da Portobello, para que no banheiro também tivesse um pouco do cimento queimado, mas não com tanta evidência quanto no restante do apê.

Cada escolha é feita de maneira milimétrica para garantir o equilíbrio geral do projeto!

No quarto do casal decidi trazer o branco para as paredes, para iluminar e dar uma sensação de maior dimensão ao quarto. A cor usada foi o Branco Neve, da Suvinil. A persiana de madeira e os quadros acima da cama conferem a dose de cores quentes que o quarto precisava. O guarda-roupa tem um espelho na lateral do armário, para também criar a sensação de profundidade, de forma que não vemos a lateral de um armário, evitando parecer que a passagem é estreita. E o bônus é que esse espelho é, na verdade, uma porta onde ficam guardadas as coisas de serviço, como vassouras e baldes.



Esse é um dos meus projetos favoritos! E é ainda melhor que o proprietário está sempre compartilhando detalhes, dicas e as transformações que faz na decoração dos seus queridos 42m², todas totalmente dentro do conceito do projeto.

Sempre explicamos aos nossos clientes o conceito de cada escolha que fazemos e é muito gratificante ver quando o cliente entende e dá continuidade àquilo que projetamos com tanto carinho, respeitando a linguagem do projeto.


É isso que acontece quando o projeto que desenvolvemos respeita também a história, os sonhos, o desejo e os gostos pessoais de cada cliente, né?!

Por isso sempre falamos que a parte mais importante do nosso trabalho é praticar a empatia!



Fica o convite para acompanhar as novidades desse apartamento no Instagram do @meu_pequeno_apartamento , conduzido pelo nosso querido cliente!


Confira abaixo algumas publicações para ter um gostinho:

Posts Em Destaque

Conta pra gente o que você gostaria de ler aqui no blog.

Entre em contato!

Arquivo

Natália Salla

@nataliasalla.arq  contato@nataliasalla.com.br

Vila Mariana  |  São Paulo